quinta-feira, 14 de julho de 2011

Alguns valores são incorruptíveis?



Vamos falar agora sobre uma questão, que antes de ser filosófica, abrange muitas mudanças comportamentais no ritmo de vida que enfrentamos neste século.

Abstendo-se do ponto de vista religioso, até que o ponto os três grandes valores do ser humano - humildade, honestidade e serenidade - tem seus níveis intactos durante todas as transformações sociais e econômicas que uma pessoa sofre durante sua vida?

É tão comum encontrarmos uma pessoa muito bem sucedida financeiramente que ostenta um nível agradabilíssimo de humildade, como nos depararmos por pessoas que enfrentam muitas dificuldades de subsistência e detém uma aura de soberba que nos causa náuseas.

Hoje em dia a vida acelerada que vivemos nos exige uma bagagem feroz de adaptações. Não só em âmbito profissional e empresarial. No meio desse tornado de mudanças, esses valores são colocados à prova dia após dia.

Quantas e quantas vezes nos questionamos se nossa maneira serena de tratar pessoas e situações é mesmo válida, em meio a tanta carga de agressões que encontramos constantemente.

Como é difícil sermos corretos com o fisco e sermos bombardeados diariamente com notícias de desvios de verbas, escândalos financeiros e super-enriquecimento de nossos comandantes da nação.

Muitas vezes nossa humildade é questionada por pessoas que não nos conhecem mesmo que superficialmente. Todos vivemos pra progredir, espiritualmente e materialmente. Todos sempre buscamos melhorar nosso patrimônio, móvel e imóvel. Trabalhamos para o bem do nosso conforto. E quando atingimos alguns degraus acima desta escada, podemos transparecer detentores de soberba. E às vezes duvidamos, até pela falta de tempo no lide com os próximos, se realmente não deixamos um pouco nossa humildade ser corroída.

Algumas organizações utilizam-se do ato de servir, para exercitar tais valores. Acredito que isso deveria ser uma reflexão de cada um. Sempre praticando uma releitura do quão pequenos somos perante o universo e o criador.

Evoluir sem corromper nossos valores. Uma missão que se torna cada dia mais difícil.

4 comentários:

Edna Lima disse...

Ser honesto não dá trabalho.
Mas infelizmente virou sinônimo de idiota.
Um bom dia . Bjs. Edna.

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

15 de julho, é o dia do HOMEM! Não poderia deixar de vir aqui e dizer que vocês, macho da minha espécie, depois da mulher é a melhor coisa que há na face da terra. O mundo sem vocês seria sem forma e vazio... Pra quem nos coloriríamos nossa beleza? Quem nos dispensaria gentilezas? Quem nos admiraria? Quem nos daria nuvens pra sonhar e céu pra gozar? Quem? Quem?
Vocês homens são dádivas de Deus a nós eternas carentes dos seus olhares!
Vida longa aos homens de boa vontade! \o/ \o/\o/

Fátima Vaz de Lima disse...

Oi Júlio,
parece-me que os valores pilares da humanidade foram esquecidos pela consciência coletiva, até isso a "modernidade" está conseguindo. Triste isso.
Boa noite, abraços.

SimoneCVSanches disse...

Atualmente vivemos em uma fogueira de vaidades que nos consome não só o ar, mas tudo que vemos e ouvimos... confesso que tem horas que vejo a cada dia se deteriorar a moral de antes !!!