terça-feira, 16 de junho de 2009

Movimentos e Passeatas patrocinados pelo Governo

Antes de comentar o teor deste post, gostaria de deixar claro que respeito qualquer tipo de manifestação em prol da liberdade e de direitos requeridos.

A Parada de Gay de São Paulo de 2009, que luta pelo respeito às opções sexuais dos indíviduos e contra a homofobia (ódio aos homosexuais) - e aqui cabe apenas uma opinião, onde acredito que gente desnuda e dançante e gente fantasiada gera muito mais piadas e chacotas do que respeito -teve o patrocínio de estatais como Petrobrás e Caixa Econômica Federal e o financiamento da Prefeitura da Capital.

Nada contra, um evento que segundo consta favorece o turismo e o apelo social, pode ser apoiado por qualquer instituição, privada ou pública.

Mas isso também me dá o direito de pensar que qualquer outro movimento de protesto deve então receber o mesmo tipo de apoio.

Organizações que protestam sobre falta de segurança, educação, saúde. Que lutam contra as mordomias e desrespeito ao dinheiro público dos homens do congresso (se contar matérias de capa em revistas sobre isso vai pra cada das dezenas). Que lutam contra o aborto. Que lutam contra a exploração sexual infantil, o trabalho infantil.

Organização que possam vir a protestar contra a alta carga tributária (se bem que instituições governamentais não vai pagar a pedra nas suas janelas). Que lutam contra a má utilização das verbas públicas, muitas vezes utilizadas em obras puramente políticas sem atender as necessidades reais do cidadão.

Todas esses protestos tem os mesmos direitos de serem patrocinados e financiados que o movimento GLSBT têm. E na minha opinião, desculpe se incomodar, com muito mais razão de ser.

34 comentários:

Ariane disse...

É, concordo em partes, como diria um esquartejador. Principalmente com a parte de que outros movimentos que podem ser considerados "politicamente corretos" também merecem apoio.

Muito bom seu blog, viu Verdi, vou linkar para continuar acompanhando!

Bjos...

Pensando na vida disse...

Totalmente de acordo! Tbm gostei do blog, informativo, crítico e leitura simples! Parabéns.

Edna Lima disse...

Bravo!!!!!!!!!!!
Aplausos de pé!!!!!

Onde eu assino.?

Abraços;Edna

Coração Vulgar disse...

"...qualquer outro movimento de protesto deve então receber o mesmo tipo de apoio"

DEVERIA SIM!!!
Porém no mundo capitalista oq não gera muito $$$ fica de escanteio...

INFELIZMENTE!!!

Priscila Rôde disse...

Concordo plenamente com o que disse!

Clítia Milagres disse...

Olá Júlio...
muito bom seu blog, texto fácil de ser lido e principalmente entendido. Concordo plenamento com o que disse.
Estarei sempre por aqui...

bjs

Monique França disse...

Falou e Disse camarada! Estou de pleno acordo com suas constatações. Parabéns pelo Blog!

Poeta de um mundo caduco... disse...

Acho digno!!! rs.

E digo mais: sabe por que estas empresas n patrocinam os outros movimentos que vc citou????

PORQUE N QUEREM (E N LHES É CONVENIENTE) BATER DE FRENTE C O GOVERNO!

Então, para 'abafar' estes detalhes e para contar em seus históricos e em seus planejamentos de marketing uma certa 'RESPONSABILIDADE SOCIAL', investem em manifestações como a PARADA GAY para delubriarem os olhares daquelas pessoas mais passivas e, diga-se de passagem, mais ignorantes!!!

Bjinhosssss... Gostei daki!!! LIBERDADE DE EXPRESSÃO TOTALLLL! rs

\o/

Blog da Crica Cunha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blog da Crica Cunha disse...

Vim te ver!
Gostei dos seus comentários.
Vou te acompanhar como seguidora.
Abraços

Bárbara Brant disse...

Olá Júlio!!!

Vim conferir seu blog!!! Muito interessante sua visão... Boa escrita!!! Vc se expressa muito bem!!!

Como você ficou conhecendo meu blog? Vamos manter contato...

Obrigada por ter passado lá!!!

Bárbara Brant

Cristina Ramalho disse...

É... esse tipo de assunto sempre gera polemica né!! Muito bem colocado seu texto. bj. Cris

airssea disse...

Parada Gay tá mais pra Carnaval do que Militância, existe outras formas de se fazer valer Direitos, daqui um pouco vira feriado nacional rsrs bjos!

Lady Scarlatt disse...

Muito bacana o seu ponto de vista! Se todo protesto com fundamento lógico tivesse apoio financeiro por parte das empresas particulares e do governo, muitas classes profissionais seriam melhor vistas e mais respeitadas!
O problema é patrocinar o que dá somente nas vistas, por parte da mídia!

Verissima-online disse...

Olá!! Gostei da visita ao meu blog "abandonado"...tão abandonado q ñ sei como vc me achou rsrs.

Beijos!!

Mahria disse...

Oi sou Mahria, do Entrentantas...Eu
Vim te conhecer, gostei, prazer.
Hoje só deu pra ler esse post "Movimentos e Passeatas...
Mas voltarei sempre pra ler as postagens anteriores, porque amei essa

"Bravo!!!!!!!!!!!
Aplausos de pé!!!!!

Onde eu assino.?" (2) rsss

Obrigado pela visita
Volte sempre que quizer.

Bjinhos!!!

Estrela disse...

Olá vim fazer uma visitinha tb.
Sabe o que penso de tudo isso? Que os nossos governantes e algunas instituições do nosso país, deveriam olhar mais p/ Saúde e Educação.
Trabalho na área hospital do SUS e vejo filas e mais filas, dificuldades em marcar consultas ou exames especializados pq faltam equipamentos (ou as vezes os que tem estão quebrados), os médicos ...rs..p/ eles é mais vantagoso trabalhar no consultorio onde a clientela é diferenciada. Fico triste qdo muitos precisam de ajuda é ninguém está aí...sobre a educação a mesma coisa...qtas e qtas vezes já vi reportagens sobre escolas que suas salas de aulas embaixo de árvores, com o teto caindo ou debaixo de uma lona no sol escaltante do nosso querido nordeste....salas de aula que só estão de pé..por que tem pessoas que lutam, tem pessoas que sabe que qdo se tem uma formação acadêmica se consegue pelo menos o respeito dos outros.
Esse é meu pensamento...
Até mais.
(*_*)

Anônimo disse...

Olá Julio gostei muito do seu blog, principalmente, de alguns posts mais antigos, em que cairam em mim como uma luva.
Precisa disso, parece até que vc adivinhou!!!
Foi muito bom passar por aqui, com certeza vou voltar mais vezes.
Beijos!!!

Simone Crisperfontan disse...

Gostei muito do que li, embora discorde de algumas colocações, seu blog é bem construído, parabéns, vou acompanhar. tenha um bom fim de semana, bjus!

winecigarett disse...

Então Júlio, primeiro, obrigada por acompanhar o blog, gostei de como você escreve, parabéns. E em relação ao post, outras passeatas devem sim receber patrocínio também, apesar de achar que não sejam mais ou nem mesmo menos importantes que o movimento LGBT, mas igualmente necessárias. Abraço.

Stella disse...

É...olha. Eu concordo que banalizaram o objetivo da parada. Mas você tem que entender que eles só patrocinaram porque "fica bem" e gera lucro. Como você mesmo disse, colabora com o turismo. Coisa que uma manifestação em prol da educação não faz.
Muita gente vai pra SP só pra ir na parada gay (vários amigos meus inclusive), mas não conheço ninguém que viaje pra outro estado pra participar de uma manifestação pela defesa dos direitos humanos. É uma realidade infeliz? SIM.

Mas não sei nem o que te dizer a mais sobre isso... é tudo por interesse: lucro e lazer.

Beijo e obrigada pela visita.

Fabiana disse...

Li o post e todos os comentários quando estava terminando e já sabia o que escrever li o que a Stella disse. Era mais ou menos isso que eu queria levantar, o outro lado da questão... Seria sim legal patrocínio para campanhas legais como contra o trabalho infantil. Mas sabe o que eu acho que falta nesses outros movimentos? além de persistência, alguns terminam rapidamente (não estou dizendo sobre esse do trabalho infantil) e market. Quem quer lutar por algo tem que tentar se mostrar para o máximo de pessoas. Mesmo quem não concorda com os princípios da parada gay sabe do que se trata. Falta trazer o movimento para o meio do povo. Sei lá acho que por isso que a parada é apoiada por empresas... ficou conhecida, gera turismo, cresceu.

Vi-Viane disse...

Oi, Julio!
Ótimo seu ponto de vista, também acho que o apoio deveria acontecer para outros tipos de protestos. Mas infelzimente o apoio só acontece quando convém, né.

Um beijO*

jverdi disse...

Bem Fabiana

Eu penso o seguinte....
Movimentos populares invariavelmente são conduzidos por quem tem interesse em patrociná-los. Nem quer citar o MST, porque aí seria covardia.

Mas pegue por exemplo o famoso episódio dos caras-pintadas, qdo muita gente ainda acredita que o jovens que fizeram aquele movimento foram os responsável pelo Color sair do governo.
Qdo na verdade foi a Rede Globo, que rompeu com o Color, qdo o mesmo queria ter um canal (PR) pra ele divagar o que queria.

Num país onde o mais importante é saber qual participante de Big Brother vai ser eliminado, do quer saber o nível de Educação das escolas públicas, o q vc espera de movimentos populares?

Menina Nina disse...

Excelente posicionamento. Sou sempre a favor da parada gay, acho uma oportunidade de se debater o assunto e tbm acho que existem certos exageros. Não sabia que tinham patrocínios assim, e concordo quando você diz que outras manifestações também deveriam receber tal apoio.

Déia disse...

Adorei o que vc escreveu! E concordo plenamente!
É uma pena o tipo de incentivo seletivo existente em nosso país!

Eles só ajudam,se "ganharem" algo com isso... Atenção : "Eles" ganharem, não a população!

Você acha que o tráfico e comercio ilegal de armas não acaba por qual motivo? rs

Adorei seu espaço e virei mais vezes.
Obrigada pela visita em meu blog.

beijos e boa semana

priscila disse...

oi julio so vi seu e mail agora,mas adorei seu blog esta tudo d bom,beijos priscila mello

Bea - Compulsão Diária disse...

Meu caro,
Seu convite veio em ótimo momento.
Aceito de bom grado comentar. Você toca no ponto frágil desse poder que se instituiu no Brasil e que ao falar de inclusão de minorias só inclui quem o apóia.
Ao meu ver, todas essas manifestações necessárias que você cita deveriam ser não só patrocinadas por quem quisesse patrociná-las, assim como, a população deveria ter acesso aos apoios dados aos movimentos de protesto. A quem foi liberada a verba, quem administra, quais os critérios para que um seja apoiado e outro não. Não sei se há essa prestação de contas, nem sei onde ela está.
Vejo ovcê pisando em ovos, como se costuma dizer, para falar de uma espécie de predileção dosrogãos de fomento à manifestação que é desigual e injusta.
E você com muita delicadeza toca no nervo: como conviver com as diferenças em um governo que só admite políticas adotadas por ele e não dá continuidade ao projetos anteriores por melhores que sejam.
Esses Pacs tão cantados nada mais são do que obrigações de qqer governo pra com o povo. E não material de propaganda eleitoral.

Nesta semana que começa farei uma blogagem coletiva contra as drogas a partir de meu blog http://cd-ladob.blogspot.com na qual vários blogs postarão sua opinião em relação ao uso das drogas, legalização e descriminalização, políticas de prevenção , enfim: eu tenho a minha posição em relação ao tema mas não exijo que todos os blogueiros tenham a mesma. Tem gente que vai postar contrário a minha , por exemplo, que eu já sei de antemão e nem por isso eu deixei de incluir na blogagem que patrocino.

Mas, os direitos na crise em que vivemos não são iguais como vc demonstra.

Grande postado. Digno de um espaço maior. Vou tuitá-lo ;)0 se me permite.

Abraços

Marcos Pontes disse...

Teu ponto de vista é bem original, respeito isso. Mas devo discordar de um ponto: nenhum desses eventos deveria contar com patrocínio público. Cabe ao estado dar infraestrutura e condições seguras para que os eventos aconteçam e não contribuir diretamente para isso.
Já que quem governa, governa para todos, não deve retirar parte do dinheiro que foi pago por todos para patrocinar atividade que é para alguns, mesmo que essas atividades tenham a simpatia e a legalidade.

Diu Mota disse...

O erro é entrar o dinheiro público. O evento cresce de forma assustadora.
Volte sempre!

Lαн disse...

Adorei a leitura Verdi... Vou continuar sempre por aki!...rsrs

beijo

Lúcia Angélica de Silvério disse...

... Verdi, obrigada pelo comentário em meu blog! Eu acompanho a Parada do orgulho Gay de Brasília há anos! Sempre vou. Tenho muito amigos homossexuais e apoio a causa, mas percebi que desde 2002 a passeata está ganhando um cunho capitalista/hedonista e na verdade está deixando de ser uma passeata orgulhosa e imponente, que busca uma igualdade de espaços em relação a questão de gênero, de acordo com o propósito inicial, para ser uma festa mercantilista, copiativa onde o culto a Dionísio, o deus do vinho greco-romano impera,numa versão "mais vulgar", por isso concordo com o que você sabia e atenciosamente colocou... Vou linkar seu blog e continuar acompanhando, pois gostei muitíssimo do seu modo de escrever.

Abraços.

nandakinust disse...

gosteii do blog
tem

algumas coisas interessantes...

Simone Crisperfontana disse...

Interessante foi os inúmeros pontos de vista ressaltando porém que outros eventos podiam receber o mesmo incentivo, entretanto como bem pontuou algumas colaboradoras da página, é lamentavel que não se dê a mesma atenção para outro tipo de manifestação, mas é coisas de Brasil.