terça-feira, 28 de julho de 2009

Lei Anti Fumo


O papo é: tabagismo.

O governador de São Paulo, José Serra, aprovou no início de Abril, a chamada Lei Anti Fumo, que proíbe o consumo de cigarro ou derivados de tabaco, em locais públicos ou privados, parcialmente fechados.

A lei deverá entrar em vigor no inicio de Agosto de 2009.

A lei não prevê penalizações para quem consumir cigarros nesses ambientes, mas os proprietários dos estabelecimentos podem ser multados. A previsão é que podem ser aplicadas multas de R$ 782,00 a R$ 3 milhões.

A lei prevê ainda suspensão das atividades do estabelecimento autuado, em caso de reincidência.

Eu, não-fumante convicto, mas complacente socialmente, acredito que 3 grupos de pessoas vão reagir de formas diferentes com relação à nova Lei.

As pessoas que odeiam cigarro no sentido mais extremo da coisa, vão festejar.

Os fumantes, que junto com a cervejinha, torna-se impossível não alimentar seu vício, vão ter que se virar pra cumprir as novas normas.

E por fim, os donos dos estabelecimentos, que podem sofrer baixa na freqüência de clientes fumantes.

No Brasil, às vezes uma lei não “pega”. Quem se lembra do Kit primeiro socorros?

Mas, se a Lei Anti Fumo pegar, mesmo que apenas no começo, muitas mudanças vão ocorrer nos hábitos gastronômicos dos paulistas pelo menos. Evidentemente que a fiscalização vai se concentrar em grandes estabelecimentos, onde a presença de público é grande. Botecos de periferia só se for por capricho.

Além do mais vai intensificar a cobrança dos não-fumantes radicais junto aos proprietários de bares e restaurantes, caso se situem em mesas próximas de quem traga um cigarro.

Bom, pra quem acompanha meus textos aqui, eu plotei uma enquete aqui no blog, sobre esse assunto. Logo abaixo do perfil. Quem quiser participar, fique à vontade.

11 comentários:

Lucy in the Sky with Diamounds disse...

Olha, eu estou sob abstinência de nicotina há 5 meses...
Creio que cada um sabe bem o que faz. Quando somos adultos, temos de ser responsáveis por nossos atos. Como médica, eu recomendo à TODOS para que ÑÃO FUMEM!
Contudo, tudo tem o seu outro lado... Eu, como serumano, fora do ambiente profissional, confesso que essa semana andei tendo minhas recaídas com o estresse. Perdi uma paciente e acabei me envolvendo no caso. Apesar de estar 'acostumada' com mortes, qdo me envolvo com a família, não há como eu não ficar 'deprê'. Muitos médicos drogam-se. Eu não me drogo e nunca o fiz... A minha única droga sempre foi o cigarro, confesso...
Bem, eu não tenho nada a declarar sobre esta lei... Quando fumo, fumo apenas em casa - moro sozinha e aproveito-me do fato de não ter ninguém por perto.
Bom, façam o que eu mando e não o que eu faço...Risos...

Confissões da Schena disse...

Estou acompanhando teu blog Julio... começo a ler daqui a pouco, mas pelo pouco que vi.. voltarei por aqui.. hehe..

abraços,

jverdi disse...

Lucy

Mto triste mesmo essa sua estória sobre a paciente. Sinto muito e torço pra que vc se recupere logo. Em outra ocasião vou tentar postar algumas idéias sobre vícios legalizados, não só cigarros.

Imagino sim que a exista um cenário psicológico ferrenho pra classe médica. O q pode levar alguns a buscar escape nas drogras lícitas e ilícitas.

Bjs

Érica disse...

Olha, aqui no Recife essa lei já está funcionando quase um ano. Todos os estabelecimentos fechados possuem um fumódromo separado. Nos bares aqui só fuma quem estiver sentado nas mesas da calçada. E sinceramente, eu achei ótimo. Vivo na companhia de fumantes, meus amigos 90% fumam, já sou passiva faz tempo, mas sei bem o quanto deve incomodar a quem não fuma.
Beijos

Déia disse...

Eu vou adorar!! Vou poder voltar a frequentar os lugares!!! Não precisarei almoçar e sentir a fumaça de alguém entrando pelo meu nariz!!!
Acho o povo fumante, os seres mais mal educados do mundo...jogam fumaça em nós, colocam o cigarro pra trás( pois incomoda-os tb), batem cinza no chão, sem se importar se é carpete ou piso frio, jogam bitucas no chão, calçada, vasos, vaso sanitário e vc que se vire pra limpar, pra sentir o cheiro nojento, jogam o pacote no chão.. e depoius eu que sou chata!! Esqueci do pior, numa danceteria vc tem q ficar atenta para o infeliz não te queimar com a brasa do cigarro dele!!! Afff
Tô torcendo pra essa lei pegar!! Pois eu serei a primeira a ligar caso veja algo "fora da lei" kkkkk
Chegou a hora da minha vingança!!

Stella disse...

Assim, eu não fumo e nem nunca fumei. Mas tenho milhões de amigos que fumam (todo o tipo de coisa) e, sinceramente, não me incomodo.
Quando a fumaça é demais, eu vou e peço pra virar pro outro lado e sempre viram. Então, qual é o problema? Acho que é só uma questão de respeito. Se o vício supera isso, então melhor parar mesmo de frequentar lugares onde outras pessoas vão se sentir MUITO incomodadas...

Sei lá, acho que essa lei não vai colar. Quando o prejuízo aumentar vão acabar com ela, quer ver só?

Beijos!

MARIA DE FATIMA CARLOS disse...

JÁ FUI FUMANTE. SEI DE TODOS OS MALEFÍCIOS CAUSADOS PELO CIGARRO, ESPECIALMENTE PELOS FUMANTES PASSIVOS,MEUS PULMÕES RECLAMAM...
PARABÉNS POR DIVULGAR. ESPERO QUE OS RESPONSÁVEIS PELOS LOCAIS PÚBLICOS TENHAM ESSA MESMA SENSIBILIDADE... COM OU SEI LEI. QUESTÃO DE RESPEITO, CONSCIÊNCIA E EDUCAÇÃO.

COM CARINHO!!

Austeriana disse...

Em Portugal, também começou (há relativamente pouco tempo)a vigorar a lei anti-fumo. Alguns hábitos alteraram-se e muita gente deixou de fumar. Pessoalmente, sou contra fundamentalismos. As pessoas são crescidas e devem ser responsáveis pelos hábitos que têm, desde que não prejudiquem os outros. O que aconteceu foi que os restaurantes e cafés tiveram que optar: ou são para fumadores ou para não fumadores.

Erica Maria disse...

Gostei daqui!

Obg pela visita, estou seguindo e linkando, voltarei sempre!

Bjos!

Meca - mil e uma ideia disse...

Outro dia esta lendo a revista Época , sobre a Lei Anti Fumo .
Concordo plenamento a reportagem , onde dizia , o Brasil esta vivendo uma DITADURA DISFARÇADA , onde o governo esta proibindo as pessoas a escolherem o que querem fazer em seus estabelecimentos ou em suas vidas , tudo começou nas gorduras trans , depois veio o cigarro e o proximo passo é o Sal . Daqui a quando nos formos ao restaurante e pedir Sal para colocar na Batata , ira virar o garçom e dizer , isto é contra a Lei . (rsrsrs) e a batata assim como os outros alimentos irao peder o seu sabor .

Acredito que no Brasil falta um pouco de consentização . Do que eu quero ou nao para a minha vida.

A pouco tempo estive em Lisboa e la entrou a Lei Anti Fumo , ficou regulamentado da seguinte forma , os estalecimentos teriam o prazo X , para resolver se este estalecimento seria fumante ou nao fumante .
Eu estive em um Bar fumante , uma vez que sou fumante , nao consegui ficar lá , era uma fumaça só .

Eu nao volto lá , mas é um Direito meu optar e nao o Estado resolver

Abraços

Lucy in the Sky with Diamounds disse...

Olha, Júlio... não tem sido fácil superá-la, não nego... É uma sensação de inutilidade inexplicável - como se estudássemos a vida inteira e nada adiantasse. Ultimamente, os hospitais andam lotados e, conciliar tristeza com estresse é fogo.
Nada contra esta lei.. Afinal, quando fumo, faço-o em casa (onde moro sozinha), como já havia dito...
Beijos